quinta-feira, 19 de abril de 2018

PMBFL: Atividade Cultural na Escola Municipal N. Sra. do Pilar



O PMBFL esteve presente na
Escola Municipal Nossa Senhora do Pilar, RPA 1 nas comemorações do Dia de Monteiro Lobato  e do Dia Nacional do Livro Infantil 
ontem, 18 de abril, quando 
as Professoras de Biblioteca 
Adilza Regina de L. e Silva e Jane Glauce Caetano  apresentaram aos estudantes da escola a peça teatral Tratamento de Beleza da Cuca, com envolvimento de toda a comunidade escolar.


19 de abril: Mais um ano!



Hoje, 19 de abril
 o PMBFL-Programa Manuel Bandeira 
de Formação de Leitores e o 
Espaço de Leitura 
Estrela da Vida Inteira,
comemoram doze e três anos de criação, respectivamente.

 
Muitas histórias vividas ao longo desses anos nos espaços das bibliotecas escolares 
e salas de leituras, pelo encantamento que a Literatura  oportuniza na formação 
de leitoras e leitores, nossos estudantes.

 Às PROFESSORAS e PROFESSORES de BIBLIOTECA  do PMBFL
compartilhamos as alegrias, as realizações e os sonhos desse caminhar.




Reiteramos convites para acompanhar o blog https://construindopasargada.blogspot.com.br, espaço virtual do PMBFL desde 2009. 
 Conforme perfil:
vivências de leitura e escrita, resenhas literárias, dicas de livros, sites, vídeos e documentários entre outras informações, estão disponibilizados e
aguardando interações e colaborações. 

MANUEL BANDEIRA - 19 de abril

 
 O bom dia do PMBFL é com MANUEL BANDEIRA. Manuel Carneiro de Souza Bandeira Filho. Pernambucano. Professor. Crítico Literário. Escritor. Poeta. Natural do Recife (19/04/1886), filho de Manuel Carneiro de Souza Filho e Francelina Ribeiro de Souza Bandeira. Aos 18 anos foi diagnosticado tuberculoso, o que direcionou escolhas em sua vida e em sua obra literária.
"... - O senhor tem uma escavação no pulmão esquerdo e o pulmão direito infiltrado.
- Então, doutor, não é possível tentar o pneumotórax?
- Não. A única coisa a fazer é tocar um tango argentino."
http://www.releituras.com/mbandeira_bio.asp
Em busca de tratamentos e climas mais adequados à sua saúde, morou em diversas cidades brasileiras, fixando residência no Rio de Janeiro, onde faleceu em 13/10/1968, aos 82 anos.
Pertenceu à Academia Brasileira de Letras, onde ocupou a Cadeira 24. Sua bibliografia é considerada uma das maiores obras poéticas da moderna literatura brasileira.
Bibliografia de Manuel Bandeira:
• A cinza das horas, 1917.
• Carnaval, 1919.
• Poesias, reunindo os dois livros anteriores mais Ritmo dissoluto, 1924.
• Libertinagem, 1930.
• Estrela da Manhã, 1936.
• Crônicas da Província do Brasil, 1936.
• Antologia dos poetas brasileiros da fase romântica, 1937.
• Poesias escolhidas, 1937.
• Antologia dos poetas brasileiros da fase parnasiana, 1938.
• Guia de Ouro Preto, 1938.
• Noções de história das literaturas, 1940.
• Autoria das Cartas chilenas, separata da Revista do Brasil, 1940.
• Poesias completas, reunindo as obras anteriores e mais Lira dos cinquent’anos, 1940.
• Poemas traduzidos, 1945.
• Apresentação da poesia brasileira, 1946.
• Antologia dos poetas brasileiros bissextos contemporâneos, 1946.
• Poesias completas, 4ª edição, acrescida de Belo belo, 1948.
• Mafuá do malungo, versos de circunstância, 1948.
• Literatura hispano-americana, 1949.
• Gonçalves Dias, 1952.
• Poesias completas, 6ª edição, acrescida de Opus 10, 1954.
• Itinerário de Pasárgada, 1954.
• De poetas e de poesia, 1954.
• 50 Poemas escolhidos pelo autor, 1955.
• Obras poéticas, 1956.
• A flauta de papel, 1957.
• Poesia e prosa, 2 vols., 1958.
• Alumbramentos, 1960.
• Estrela da tarde, 1960.
• Rio de Janeiro em prosa & verso, com Carlos Drummond de Andrade, 1965.
• Andorinha, andorinha, 1966.
• Os reis vagabundos e mais 50 crônicas, 1966.
• Colóquio unilateralmente sentimental, 1968.




O PMBFL incluiu em kits Manuel Bandeira para estudantes livros de Manuel Bandeira, patrono do próprio Programa de Formação Leitora na Rede Municipal do Recife: A aranha e outros bichos (2006 e 2010), Berimbau e outros poemas (2006 e 2010) e Estrela da vida inteira (2006).



Qual poema de Manuel Bandeira você mais gosta? 


Diz aqui...

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Dia Nacional do Livro Infantil - 18 de abril


O bom dia do PMBFL é com Monteiro Lobato. Paulista. Escritor. Editor. Criou a Editora Monteiro Lobato, que se transformou na Companhia Editora Nacional. Nascido José Renato Monteiro Lobato, adolescente ainda,trocou o nome para José Bento Monteiro Lobato, para usar uma bengala com as iniciais de seu pai José Bento Marcondes Lobato. Alfabetizado por sua mãe Olímpia Monteiro Lobato foi sempre um leitor voraz da biblioteca particular de seu vô, o Visconde de Tremembé. Um dos primeiros autores de literatura infantil do Brasil é considerado um escritor regionalista do Pré-Modernismo, período que precedeu a Semana de Arte Moderna (1922). Contos e fábulas foram os gêneros literários preferidos do autor, ambientados em vilarejos decadentes do período do café. A figura do "Jeca Tatu", símbolo do caipira brasileiro, foi criado no seu livro Urupês. As histórias do "Sítio do Pica-pau Amarelo" e seus habitantes, Emília, Dona Benta, Pedrinho, Tia Anastácia, Narizinho, Rabicó entre outros estão contadas em 23 volumes. O livro "Caçadas de Pedrinho", publicado em 1933, e que faz parte do Programa Nacional Biblioteca na Escola, do Ministério da Educação, está sendo questionado pelo movimento negro, por conter "elementos racistas". Interessante contextualizar o período histórico no qual viveu Monteiro Lobato (1882/1948), considerado um intelectual polêmico. O dia 18 de abril é considerado o Dia Nacional do Livro Infantil.

Frases de Monteiro Lobato:
·         Um país se faz com homens e livros.”
·         Tudo tem origem nos sonhos. Primeiro sonhamos, depois fazemos.”
·         Quem mal lê, mal ouve, mal fala, mal vê.”
·         Ainda acabo fazendo livros onde as nossas crianças possam morar.”
·         A mim me salvaram as crianças. De tanto escrever para elas, simplifiquei-me.”
·         “O petróleo é nosso.”


Sites sobre Monteiro Lobato:

Crédito de imagens
https://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-nacional-livro-infantil.htm

 
Que LIVRO você considera importante na sua formação leitora? Diz aqui...

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Livro- Outros Contos Africanos; Conto- Por que a Galinha-D'Angola tem pintas brancas?



RESGATE FORMAÇÃO DE MARÇO/2018
LIVRO: OUTROS CONTOS AFRICANOS

Sugestão de trabalho













Conto: POR QUE A GALINHA-D’ANGOLA TEM PINTAS BRANCAS?

Autor(a): ROGÉRIO ANDRADE BARBOSA

Ilustrador(a): MAURÍCIO VENEZA

Editora: PAULINAS

Temática/gênero: AFRO


Mediação:


1º Momento: Apresentação de vídeo sobre a África co música e imagem.


2º Momento: Apresentação do livro com questionamento sobre a ave.


3º Momento: Leitura interativa usando instrumento de som e cantoria.


Resgate Formação de março/2018- Livro: Onde Nasce a Poesia?


RESGATE FORMAÇÃO DE MARÇO/2018
LIVRO: ONDE NASCE A POESIA?
Sugestão de trabalho







Livro: ONDE NASCE A POESIA?
Autor(a): EDNALDO VIEIRA DO NASCIMENTO
Ilustrador(a): DANIEL DIAZ
Editora: CONHECIMENTO
Temática/gênero: POESIA

Mediação:

*Acolhimento: música “Tá caindo flor...”
*Explorar os saberes prévios dos estudantes, referente ao gênero poético;
*Esclarecer a diferença POESIA X POEMA;
*Apresentação do livro escolhido e leitura do mesmo;
*Bate papo sobre o livro;
*Em pequenos grupos, criar uma poesia, com o título do livro.